sábado, 13 de abril de 2013

Negócio com cara de brincadeira

Aos olhos de muitas pessoas, confeccionar roupas de boneca pode parecer um hobby ou mesmo uma brincadeira de final de semana. Mas para muita gente aqui no Brasil e no mundo, não é só isso não. É um trabalho diferenciado que leva muito carinho e dedicação em cada peça, além de custos com material, tem o amor que o trabalho manual acarreta.
Tá, mas dá pra viver fazendo roupa de boneca? 

Dá, dá sim. Fazendo roupa de boneca, personalização, reroot  e mais várias coisas que envolvem o nosso mundo "dolls". Trabalhos manuais estão em alta!
Hoje em dia existem vários sites que ensinam a empreender e trabalhar em casa, basta encontrar um nicho de mercado e se inserir nele. O nosso nicho, de colecionadores de Blythe, não é em nada diferente de outros existentes. É um mercado, como qualquer outro, só não leva a sério, quem não quer. Muitas pessoas buscam trabalhar em algo assim, segundo uma pesquisa com microempreendores:

40% Buscam juntar dinheiro + diversão
35% Tentar monetizar um hobby

O Microempreendedor Individual é uma modalidade fiscal que permite ao empreendedor uma receita anual bruta de até 60 mil reais, o que dá uma média 5 mil reais por mês. Dentro desta modalidade a pessoa fará o recolhimento dos impostos e contribuições em valores fixos mensais, independente da receita bruta mensal, tendo assim, direto à aposentadoria, auxílio maternidade, auxílio doença, enfim, aos recursos do INSS.

Eu sou MEI desde 2011, tenho CNPJ, pago meus impostos e a cada ano minha empresa vem crescendo cada vez mais. Eu levo a sério meu trabalho de "fazer roupas de boneca" e é minha única fonte de renda. Além de dar conta de toda a criação e confecção das peças, tem contabilidade, custo X lucro, contratos, pagamentos e tudo que uma empresa (pequenininha) tem.
Inclusive, como está diretamente ligado à internet, o trabalho acaba sendo uma vitrine muito grande, e recentemente, tive a felicidade de ser contactada por uma grande rede de lojas, para um trabalho relacionado com as bonecas, porém devido ao volume de peças, acabou não dando certo.

Claro que muitas pessoas não trabalham com isso, apenas fabricam para ter um extra ou mesmo para financiar os gastos (que não poucos) do hobby, mas é importante frisar que sim, é um negócio e um mercado que gira muito dinheiro. Que o digam os chapéus de 500 dólares e as bonecas de 3 mil euros.
Portanto, se alguém te disser que trabalha brincando, acredite, pois é possível (e é muito bom)!

9 comentários:

Fê Lameira disse...

Adorei a matéria Mari!!
Arrasou e incentivou geral ;)

Lou Grimes disse...

Mari, adorei seu post... Sério muito legal mesmo.
Muita gente olha torto, mas é possível sim. Eu estou desde o início do ano trabalhando apenas com bonecas e pensando seriamente em oficializar e permanecer assim, rs.

Maria Emilia, Desenhos e Bonecas disse...

Gostei! Cada vez que alguém se manisfesta nesses assuntos serve de estímulo para quem tem sonhos de viver do que produz (eu também!) Aqui especialmente,por ter sido dito de forma simples e direta. Valeu e abraços Mari!

Daiana Dal Magro disse...

Muito legal a matéria :)

Pix♥ disse...

Mari que relato e post mais incentivadores! Tbm sou Mei, mas para cobrir minhas atividades como estilista e agora a parte de bijus que faço, porém meu sonho sempre foi trabalhar diretamente com arte e criação, e pq não com bonecas? Por enquanto conseguir me satisfazer com o que crio e penso para elas me completa demais (: Ver o mercado nacional crescendo é maravilhoso, fazer parte disso e acompanhar todo dia mais gente se apaixonando pelos dolls, e quem sabe um dia sermos tão grandes como o mercado americano e europeu!

sandra disse...

Sempre criativa! Adorei o post!

Mariana Batistello disse...

Fê: compartilhar informações é sempre bom! Espero que todos possam ver como é possível fazer o que se gosta, ser feliz e ainda por cima ganhar o seu $.
Lou: mais uma de exemplo :D que bom, fico feliz por ti!
Maria Emília: torço para que consiga alcançar seu objetivos também, seu talento é inegável e seu trabalho é lindo!
Dai: obrigada querida :D
Pix: é um nicho de mercado que só vem crescendo cada vez mais. E tem muito espaço, inclusive no mercado internacional. Boa sorte querida :D
Sandra: Obrigada, que bom que gostou!

Fiquei muito feliz com a repercursão do post! Fiz na intenção de deixar claro que além de amar as bonecas, podemos sim viver e monetizar o hobby. Sempre com muito carinho, é claro.
Beijo!

Priscila disse...

adorei a iniciativa da matéria, Mari!
Parabéns!

Kátia Cris disse...

Mari, adorei o post!! Motivador e claro!
O que as outras pessoas tem que entender é justamente isso... não é pq fazemos o que gostamos, que fazemos de graça. Precisamos do dinheiro como todo mundo, com a diferença de fazemos nosso trabalho felizes.
Não faço roupa de boneca (difícil demais pra mim, rss), mas vejo que isso acontece com todo artesão.
Beijos

Postar um comentário

 

Blog Template by YummyLolly.com