sexta-feira, 9 de março de 2018

Quase 10 anos depois...

Amanhã a Valentina completa 9 anos comigo!

Caixa!

É, do meu primeiro contato com as bonecas Blythe até o dia de hoje, já são 10 anos passados.
10 anos! E quanta coisa mudou?
TUDO mudou!

Mas não poderia ser diferente, é um bocado de tempo. O hobby mudou diversas vezes e há ainda quem esteja há mais tempo do que eu nessa e tenha vivido ainda muitas outras mudanças.

Já vi melhores amigos se tornarem piores inimigos, vi eventos simples se tornando acontecimentos grandiosos, vi bonecas de todos os tipos, vi a ascensão de marcas, vi também a queda de gente que só fazia o mal. Cultivo ainda bons amigos dos tempos em que tudo acontecia apenas no Flickr. Hoje as redes sociais são tantas e tão diversas que confesso, não consigo acompanhar.

Na minha coleção, pouca coisa permanece, em vários sentidos. De bonecas, tenho ainda a Valentina, a primeira, e a Penelope, que foi a minha 5ª ou 6ª boneca, entre todas que tive, mas que veio pra ficar. Ambas são meus xodós e apesar de ter me desfeito de quase tudo, elas ficaram. E ficaram durante todas as piores crises, então acho que ficarão pra sempre.

Feliz páscoa!

De roupinhas e sapatos, também não resta quase nada. Fui vendendo por necessidade nos meses em que não pude trabalhar ou que não consegui atingir a quantia que precisava pra pagar todas as contas.
Não sinto falta de quase nada, mas algumas peças gostaria de ter mantido.

#1mêsdeblythe {junho} Ao lado

O vai e vem dos sentimentos foi maior do que o das bonecas e das peças. Já chorei tanto mas também sorri na mesma proporção, até mais. Tive vontade de jogar tudo pela janela, me excluir desse mundo. Mas a mesma vontade de sair correndo abraçar as amigas que moram longe e que estão sempre torcendo por mim, me querendo bem e me fazendo melhor. E eu por elas!
Não é fácil conviver, mesmo que virtualmente, com tanta gente diferente tendo pouca coisa em comum. O amor por uma boneca é capaz de aproximar as pessoas. Mas só ele não é forte suficiente para tornar e nem manter ninguém AMIGO. Só fica quem tem mais em comum, quem gosta de você independente de você colecionar ou não.

PicNic em Brasília - DF

De tudo isso, levo pra sempre tantos bons momentos ao lado de pessoas queridas, que mesmo distantes hoje, vão ser especiais na minha memória. Compartilhei de histórias de vida, vi os filhos das amigas nascerem, crescerem, tive meu próprio filho e vida que segue.

Blythe Encontro RS

Quantos anos mais estaremos por aqui, falando de bonecas, costuras, fotografias? Eu não sei. Mas espero que pelo tempo que dure, seja feliz.

Um beijo,
Mari

0 comentários:

Postar um comentário

 

Blog Template by YummyLolly.com